Análise | Vale a pena pagar para usar um lounge no aeroporto?

Esta é uma pergunta que se repete diariamente em nossas redes sociais.  Muitas pessoas que não têm cartão de crédito com o benefício do acesso às Salas VIP ou que eventualmente não têm acesso ao lounge em um determinado aeroporto sempre ficam atentadas a pagar pelo uso de um espaço mais confortável enquanto esperam o próximo voo.

FCO PlazaPremium Overview - Análise | Vale a pena pagar para usar um lounge no aeroporto?
Novíssimo Plaza Premium Lounge no Aeroporto de Roma

Primeiramente, é fundamental dizer que esta é uma decisão bastante pessoal, que vai depender do gosto de cada um, da situação no aeroporto, do tempo que ficará no portão de embarque e do custo do acesso por pessoa na sala.   Uma somatória desses diversos fatores mostrará se visitar a Sala VIP será um bom investimento.

Eu realmente não lembro de ter pago alguma vez para acessar lounges, até porque sempre planejo bem minhas escalas tentando ficar o menor tempo possível naqueles aeroportos onde não tenho o benefício (faço o contrário naqueles que têm salas que eu posso visitar, e assim surgiu este blog).  Mas já acessei lounges com convidados pagantes em duas situações já narradas aqui no MinhaSalaVIP, e os resultados foram bem diferentes.  No aeroporto JFK de Nova Iorque, pagar para acessar o lounge foi muito positivo, e você pode ler aqui.  Já no aeroporto de Honolulu no Hawaii, foram jogados US$ 30 dólares pela janela e você pode ler os motivos aqui.

HNL IASS lounge - Análise | Vale a pena pagar para usar um lounge no aeroporto?
IASS Lounge em Honolulu.  O pior que já visitei na vida.

Mas afinal? Quando vale a pena?

Não existe uma resposta para esta pergunta.  Mas existem diversas formas de avaliar se o investimento é válido e necessário.  Para isso, é preciso saber o que você espera de um lounge no aeroporto.  Tentarei ver os extremos positivos e negativos de cada um dos itens abaixo para que seja feita uma avaliação da melhor maneira possível.

CONFORTO – Sabemos que os lounges geralmente são lugares bastante confortáveis.  Já mostramos aqui alguns aeroportos bem precários, que só o fato de ter um sofá ou uma poltrona diferenciada já fazia valer o investimento em um lounge.  Nossos reviews sobre o Aeroporto de Zanzibar e Luanda International mostram o quanto é válido estar em um lounge nesses aeroportos. Porém, existem aeroportos fantásticos espalhados pelo mundo com espaços gratuitos que oferecem poltronas, sofás e até ambientes silenciosos com espreguiçadeiras onde é possível dormir.  Amsterdam Schiphol e Charles de Gaulle em Paris são dois ótimos exemplos.  O aeroporto francês tem, inclusive, um lounge gratuito. (Saiba mais clicando aqui)

CDG FreeLounge Leitura - Análise | Vale a pena pagar para usar um lounge no aeroporto?
Sala de Leitura no Lounge gratuito do Aeroporto Charles de Gaulle, em Paris.

SONO – Alguns aeroportos desencorajam o viajante a dormir criando bancos à prova de sono.  Outros criam leis onde é proibido deitar ou dormir. Já mostramos aqui o que acontece no aeroporto de Kaflavík na Islandia.   A sala VIP pode ser um bom lugar para dormir pois oferece conforto conforme descrevemos no item acima.  Muitas possuem espaços separados, mais silenciosos e até com a luz mais baixa estimulando o relaxamento.  Mas não esqueça que, dependendo do tamanho do espaço e do número de pessoas, esses lugares podem ficar extremamente barulhentos.

BANHEIROS – A não ser que a natureza esteja chamando de forma bastante contundente no dia, não acredito que alguém, em condições normais de temperatura e pressão, pagaria o acesso ao lounge só para usar o banheiro.  Note que alguns lounges não possuem banheiros, e é preciso usar o do terminal.  Veja o caso do Centurion Lounge de Seattle avaliado aqui, que tem poucos banheiros para um grande número de visitantes.  Cito novamente o Aeroporto de Luanda, onde os banheiros realmente estavam em péssimas condições no terminal, e a sala VIP possuía o seu próprio. 

SEA Centurion Mesas - Análise | Vale a pena pagar para usar um lounge no aeroporto?
Centurion Club em Seattle.  Sala excelente, mas com poucos banheiros.

BANHO – Um item que vai além do benefício, tornando-se uma necessidade principalmente em uma escala entre dois voos longos.  Banheiros públicos de aeroporto não possuem espaço para banho.  Alguns aeroportos do mundo já possuem espaços próprios para isso, mas cobram entre US$ 20 e US$ 25 pelo uso.  Nem todos os lounges possuem ducha, mas aqueles que oferecem o benefício certamente têm um diferencial. Vale acrescentar que, apesar de raro, é possível que o lounge cobre extra pelo uso da ducha.

INTERNET – Apesar da tecnologia ter evoluído muito nos últimos anos e a imensa maioria dos aeroportos oferecerem algum tipo de Internet gratuita para os viajantes, muitos lounges ainda listam o acesso à Internet como benefício.  Mesmo que você precise de uma velocidade diferenciada para uma videoconferência, por exemplo, é possível que encontre uma Internet decente em qualquer restaurante do terminal.  Mas só no lounge você poderá ter um espaço de trabalho, eventualmente uma impressora à disposição ou até mesmo uma sala de reuniões com estrutura de videoconferência. 

EZE Centurion MinhaSalaVIP computadores - Análise | Vale a pena pagar para usar um lounge no aeroporto?
Computadores à disposição para os clientes American Express no Centurion Lounge de Ezeiza, na Argentina

COMIDA – Chegamos em um dos itens mais importantes deste post.  Afinal, sabemos que em aeroportos o preço dos restaurantes e lanchonetes são sempre mais altos.  Alguns lounges possuem buffets completos, incluindo comida quente e sobremesas, como o Centurion Lounge de Las Vegas, por exemplo.  Mas alguns oferecem apenas pequenos snacks, como o Wingtips de Nova Iorque JFK descrito aqui ou nem oferecem como o Yotel Lounge em Paris (falaremos dele em breve).  Será necessário fazer uma breve pesquisa nos restaurantes do terminal para saber quanto será gasto em comida e comparar com o que é oferecido no lounge.

JFK Wingtips Buffet MinhaSalaVIP - Análise | Vale a pena pagar para usar um lounge no aeroporto?
Snacks no Wingtips Lounge do Aeroporto JFK em Nova Iorque

BEBIDA – Se você planeja beber enquanto espera seu próximo voo, considere acessar um lounge.  Apesar de algumas salas VIP não oferecerem bebidas alcoólicas (cito novamente o lounge de Honolulu), ou regularem o número de drinks por pessoa, muitos deles oferecem um verdadeiro open bar para os viajantes.  As opções vão desde cerveja e chopp até requintados vinhos, champagnes e drinks feitos na hora por um barman. Em algumas salas é obrigatório solicitar a bebida no bar, o que regula um pouco o consumo.  Mas em outros, é tudo à vontade mesmo, em cima de um balcão e basta você se servir.  Aprecie com moderação.

Munich Lufthansa 3 - Análise | Vale a pena pagar para usar um lounge no aeroporto?
Business Lounge Lufthansa em Munique tem bebidas à vontade

Cada lounge possui suas próprias exigências de acesso, regras de uso e seu próprio preço.  Os acessos costumam variar entre US$ 29 e US$ 80, dependendo do país e da estrutura da sala.  Se você estiver em dúvida sobre os benefícios, não hesite em perguntar na recepção, afinal, eles precisarão te convencer a comprar um serviço.  Os atendentes geralmente são simpáticos e compreensivos.

Se você tiver interesse em saber mais sobre alguma sala específica, quais os prós e contras, e se vale a pena pagar para acessá-la, entre em contato conosco.  Deixe sua mensagem abaixo ou procure pelo MinhaSalaVIP no Facebook, no Twitter ou no Instagram. 

Conte também pra gente se você já pagou para entrar em um lounge, e se a experiência valeu a pena. Uma boa viagem à todos. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *