Delta Airlines deixa de vender acesso ao Sky Club

A companhia americana Delta Airlines deixou de vender passes de acesso aos seus famosos Sky Clubs.  O assunto só virou notícia esta semana, mas a norma vale desde a segunda quinzena de novembro.

DTW Delta CentralVitrine - Delta Airlines deixa de vender acesso ao Sky Club
Delta Sky Club no Aeroporto de Detroit.

AVALIAÇÃO: Delta Sky Club Seattle Terminal A

AVALIAÇÃO: Delta Sky Clubs no Aeroporto de Detroit

Segundo a companhia, deixando de vender passes para passageiros sem direito a acesso gratuito aos seus lounges, a Delta acaba com o problema de superlotação nas Salas VIP e entrega uma melhor experiência a seus passageiros premium.

SEA DeltaSC A Overview M - Delta Airlines deixa de vender acesso ao Sky Club
Delta Sky Club no Aeroporto de Seattle

Entre as companhias aéreas americanas, a Delta é a primeira a deixar de vender o serviço que custava USD 59 ou 5.000 Sky Miles, apesar de que a superlotação de lounges é bastante comum no país já que a utilização desses espaços tem se tornado bastante popular.

AVALIAÇÃO: Delta Sky Club Nova Iorque, JFK, Terminal 4

AVALIAÇÃO: Delta Sky Club Orlando

A partir de agora, só poderão acessar os lounges Delta Sky Clubs os passageiros de cabine premium em itinerários internacionais, além de clientes dos cartões de crédito Delta ou American Express (inclusive emitidos no Brasil pelo Bradesco), desde que apresentem um ticket válido da companhia para o mesmo dia.

LEIA MAIS: Guia completo das salas VIP dos cartões American Express The Platinum Card Bradesco

A ideia de Delta é valorizar o passageiro frequente e com status premium, o que não deixa de ser interessante, tornando seus lounges mais exclusivos. Este ano estivemos em vários lounges Sky Club e não foi difícil encontrar salas lotadas sem ao menos lugares para sentar.  Nossa única preocupação fica em relação à parceria com a American Express, se ela vai durar ainda por muito tempo. Além disso, preocupa também a permanência da parceria para clientes GOL Diamante, voando Delta em trechos internacionais a partir de Atlanta (ATL), Detroit (DTW), Nova Iorque (JFK), Miami (MIA), Orlando (MCO), Santiago (SCL), Paris (CDG) e Buenos Aires (EZE).

 

2 Replies to “Delta Airlines deixa de vender acesso ao Sky Club”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *